Imagem do cabeçalho.

Comunicação de Resultados


Os dosímetros, uma vez recepcionados no CTN são processados e a dose de radiação recebida pelo trabalhador é avaliada. Após a avaliação da dose de radiação é emitido um relatório designado “Folha de registo de doses”, que é comunicado:

  • À instalação ou entidade controlada
    Os resultados são comunicados às entidades monitorizadas com a mesma periodicidade do controlo, mensal ou trimestralmente. A Folha de Registo de Doses contém a lista de trabalhadores monitorizados, os resultados das avaliações de dose realizadas no período em que o dosímetro foi utilizado, a dose acumulada no ano civil em causa, bem como uma informação que permite caracterizar a situação radiológica do trabalhador.
  • À Direcção-Geral da Saúde
    De acordo com o DL 167/2002, valores de dose superiores a 2 mSv são reportados à Direcção-Geral da Saúde.
  • Ao Registo Central de Doses do CTN
    De acordo com os DL 165/2002, DL 167/2002 e DL 222/2008, o serviço de dosimetria individual comunica ao Registo Central de Doses do CTN a identidade dos trabalhadores monitorizados, os respectivos valores de dose medidos em cada trimestre, bem como a instalação onde as doses foram recebidas. A comunicação de resultados ao Registo Central de Doses é realizada com uma periodicidade trimestral.

Avaliação extraordinária do dosímetro

Na eventualidade de ter ocorrido um incidente com suspeita de exposição de um trabalhador, pode-se solicitar uma avaliação extraordinária do dosímetro individual utilizado. O pedido de avaliação extraordinária é solicitado e justificado pelo responsável pela protecção radiológica da instalação.