Projecto Fenix

Exemplo 2: Criação de um filme



1. Objectivo:

Neste exemplo, gera-se um pequeno filme do movimento de planetas num sistema solar, a partir de uma sequência de imagens que são criadas por "ray-tracing".

"Ray-tracing" é uma técnica de geração de imagens com base na definição das propriedades dos objectos nela presentes. As imagens são criadas simulando o percurso dos raios de luz ao encontrar esses objectos.

No nosso caso a geração das imagens é feita pelo programa PovRay.

Pode escolher o número de imagens a gerar bem como o número de processadores a utilizar para o efeito. Contudo, por razões práticas, o número máximo de imagens está limitado a 14. Além disso o número de processadores não pode exceder o de imagens.

Atenção: se o número de imagens for muito grande e o número de processadores pequeno, o tempo de cálculo pode ser elevado! É melhor começar por um número pequeno e fazer tentativas.

2. Cálculo (tabela tipo):

P.S. Este exemplo é meramente ilustrativo e não está em funcionamento (consultar script em baixo).

3. Como é feito o cálculo:

O número de imagens é distribuído pelos processadores a usar. O nodo principal lança em simultâneo tantas tarefas quanto o número de imagens a calcular. Cada uma dessas tarefas encarrega-se de lançar no processador respectivo o programa PovRay que calcula, uma imagem correspondente a um dado instante da rotação dos planetas. Por fim o nodo principal monta o filme a partir de todas as imagens produzidas.

Pode consultar o script que comandará estas operações.

[Python Powered]